Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Novembro 16 2009

 

Não podendo estar presente no VáVá quero aqui deixar o meu modesto contributo.
Tentei seguir, (no que diz respeito à métrica e rima), a mesma linha utilizada pelo mestre Guerra Junqueiro no seu poema a lágrima. Desculpem-me a pretensão!
 
 
Lágrima de dor
 
Noite, frio, soluços! Uma porta batida
por outro alguém que sai como quem sai de fugida.
Uma lágrima cai entre dois lençóis bordados.
Lágrima de dor nascida duns olhos cansados.
Sobre uma cama deserta d’amor e paixão
um corpo se estende como em funéreo caixão.
O relógio da sala bate as horas, raivoso,
e o tempo sobe às paredes, danado e teimoso.
Relampeja, troveja, está chovendo lá fora…
o choro prossegue e a solidão não demora.
Mais uma que cai, mais uma lágrima sentida…
e muitas outras se seguem de forma incontida.
Sem glória, brilho e cor, se anuncia o dia
Quando a ultima lágrima, enfim, se evadia
e molhava os lábios secos que a mágoa gretara.
A rosa rubra perdera seu viço… murchara!
Uma moldura jazia, vazia, no chão.
Cacos de vidro espalhados… um corte na mão…
uma brasa que, nas cinzas, sufoca e morre.
Outra lágrima, viva, teimosamente escorre
regando-lhe o alvo colo sedento de amor.
Acordam os sinos… toca o despertador.
Alguém apregoa, na rua, jogo e jornais…
dando voz às notícias sobre factos banais.
Outra voz que se escuta… uma voz de criança!
Gargalhadas lá fora e lá dentro a esperança.
As batidas na porta fazem-lhe eco no peito,
o corpo reage e se levanta do leito.
Os olhos se alegram e o sorriso no rosto
elimina, do mesmo, os sinais de desgosto.
A surpresa é amarga e acentua a tristeza
afogando-lhe a alma no mar da incerteza.
- Porque choras, mulher, indaga alguém ao entrar.
Tu és bela e completa, não precisas chorar!
Um lenço de cambraia nos seus olhos poisou…
uma lágrima, no lenço, marcada ficou.
Uma reza, um afago, e a fé renasceu
pelas mãos de Jesus que, por bondade, a benzeu.
 
Abgalvão
publicado por palavrasaladas às 17:10
editado por mariaivonevairinho em 17/11/2009 às 19:58

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

19
20

24
26

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO